Boris Johnson deixa hospital uma semana após internação por covid-19
Foto Reprodução: TOLGA AKMEN/ AFP / Carta Capital

Ao deixar hospital, Johnson reconheceu o sistema de saúde público do Reino Unido: ‘Nunca agradecerei o suficiente. Devo a eles a minha vida’

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson deixou, neste domingo 12, o hospital St Thomas de Londres, onde estava internado há uma semana após ter sido infectado com o novo coronavírus. “O primeiro-ministro foi liberado do hospital para continuar sua recuperação em Chequers”, sua residência no noroeste de Londres, disse Downing Street em comunicado, acrescentando que ele “não retomará imediatamente o trabalho, sob orientação de sua equipe médica”.
O líder conservador de 55 anos foi internado no hospital no domingo passado e um dia depois transferido para a unidade de terapia intensiva, onde permaneceu até quinta-feira. Johnson vinha se recuperando pouco a pouco e, durante sua internação, leu quadrinhos, assistiu a comédias como “Love Actually” e fez sudokus. Sua namorada Carrie Symonds, de 32 anos e que está grávida, enviou a ele uma cópia de seus últimos ultrassons para animá-lo.

Na manhã de domingo, Johnson fez sua primeira declaração pública deste sua hospitalização. “Nunca agradecerei o suficiente” a equipe do sistema público de saúde britânico (NHS). “Devo a eles minha vida”, disse Johnson.

O primeiro-ministro “gostaria de agradecer a todos no hospital Saint Thomas pelos cuidados excepcionais que recebeu”, disse Downing Street em seu comunicado, acrescentando que “todos os seus pensamentos estão com aqueles afetados pela doença”.

Diagnosticado com coronavírus em 27 de março, Boris Johnson é o único chefe de governo de uma grande potência infectado pelo vírus, que matou quase 10 mil pessoas no Reino Unido, um dos países europeus mais atingidos. O agradecimento público foi feito em um momento em que aumenta o descontentamento entre os profissionais da saúde, denunciando a falta de equipamentos de proteção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui