Confira como dessalgar corretamente o bacalhau

Imagem: Reprodução Guia da Cozinha

Diferentemente dos outros anos, a comemoração da Sexta-feira Santa e do almoço de Páscoa será com menos pessoas reunidas em volta da mesa. Talvez até sozinho. No entanto, para muitos a importância da data merece uma refeição especial, com o tão querido bacalhau como a estrela do prato.

Afinal, o que é bacalhau?

Vamos ser reto e direto: o bacalhau não é um único peixe. Na realidade, existe mais de um tipo de bacalhau no mercado, o verdadeiro e mais valorizado é o da espécie Gadus morhua, também conhecido como Bacalhau Porto Imperial. E os outros, que possuem uma carne considerada menos nobre, vêm da espécie Gadus macrocephalus.

No mercado, podemos encontrar as duas espécies à venda, obviamente uma com um valor mais alto do que a outra. Os peixes que viram o bacalhau são de água fria e, por isso, é importante que eles não sejam preparados em fogo muito alto ou durante muito tempo, pois podem ficar ressecados.

O bacalhau, geralmente, é vendido sem cabeça porque não é um peixe típico do Brasil e, até chegar aqui, passa pela técnica de salga e é retirada a cabeça para vender em outros países que a utilizam em diversos pratos. Aliás, aqui no Brasil encontramos com mais frequência o bacalhau em postas ou em lascas, salgados ou que já foram submetidos ao processo de dessalgar.

Por que o bacalhau é cheio de sal?

Por incrível que pareça, esses peixes passam por um processo de salga para ficarem com o sabor que chega até às nossas mesas. Esse procedimento serve também para retirar a umidade e conservá-los frescos por mais tempo.

Mas, claro, não é nada recomendado consumir o peixe cheio de sal, por isso, por mais contraditório que pareça, é necessário dessalgar o bacalhau para preparar nossas receitinhas favoritas.

Por fim, como dessalgar o bacalhau?

Comprar o bacalhau seco e salgado sai mais em conta do que aquele que está dessalgado e congelado, isso porque a primeira opção dá mais trabalho pois é necessário dessalgá-lo. Mas, fique tranquilo, que o procedimento não é tão difícil, só é um pouco demorado.

Primeiro, você vai retirar o excesso de sal colocando as postas, as lascas ou os pedaços do bacalhau em uma vasilha com a pele virada pra cima e deixar cair um fio de água corrente por aproximadamente 10 minutos.

Depois, você vai cobrir ele com água bem gelada e colocar a vasilha dentro da geladeira. A temperatura da água precisa ser fria para deixar o peixe mais macio e consistente, além de evitar que exale cheiro forte na fase de preparo.

Você vai manter o bacalhau na geladeira por, pelo menos, 24 horas. O indicado é trocar a água 3 ou 4 vezes durante esse período. E não se esqueça de adicionar sempre água gelada. Prontinho! Fácil, não é?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui