Procurador-Geral ficou “impressionado” com vídeo e deve denunciar Bolsonaro
Foto Reprodução: Alan Santos/PR/Revista Forum

O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, estava “absolutamente impressionado” com o relato que recebeu sobre o conteúdo do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, parte do inquérito que investiga a interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal, para proteger familiares.

A informação é do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. Segundo o colunista, esse interlocutor, pelo tom do que foi dito por Aras, acredita que o Procurador-Geral deve preparar a denúncia contra Bolsonaro.

Após o inquérito do Supremo Tribunal Federal, a investigação inicial dos fatos, é a Procuradoria-Geral da República que decide se apresenta uma denúncia. A partir daí, é que se constitui um processo no STF.

Augusto Aras foi escolhido para o cargo por Bolsonaro e sempre foi apontado como alguém com excelentes relações com o presidente. Ainda de acordo com Jardim, havia uma quase certeza no ar, inclusive entre os integrantes de sua equipe, que ele não denunciaria Bolsonaro. O vídeo teria mudado a situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui