Foto Reprodução: gooutside

Quente no inverno, gelado no verão: chá é simplesmente perfeito. E uma bela ajuda para manter a hidratação em dia. O chá é a bebida mais consumida no mundo depois da água: barato, saboroso, aromático e saudável, vale a pena incluir na rotina. Mas qual é o chá mais saudável?

Antes de mais nada, vale saber que a infusão do chá por 3 minutos ou mais pode liberar diversos antioxidantes benéficos na água. O ideal é não beber ele muito quente, para não prejudicar o esôfago. Experimente uma temperatura de no máximo 60ºC. As bebidas muito quentes podem danificar as células da garganta, aumentando o risco de câncer. Chá a granel tende a ter um resultado mais saboroso e saudável do que chás em saquinhos.

Chás prontos industrializados tendem a ter adoçantes e outros aditivos químicos. Em dias quentes, prefira fazer seu próprio chá gelado em casa, e se quiser adoçar, use o açúcar de sua escolha ou mel, com moderação. Apesar de chamarmos todos de chá, as versões de ervas, como camomila e hibisco, são consideradas tisanas ou infusões. Chá mesmo é feito a partir da planta Camellia sinensis, processada de maneiras diversas.


Chá verde

Uma combinação de treinamento intervalado de alta intensidade e suplementação de chá verde pode ter impactos positivos nos números de colesterol e no VO2 máximo, sugerem as pesquisas.

Outros estudos – incluindo este e este – mostram que o consumo regular de extrato de chá verde, inclusive antes do treino, pode aumentar o VO2 máximo (sua captação máxima de oxigênio) durante o exercício.

Uma razão potencial para isso: a abundância de compostos polifenóis catequina (um tipo de antioxidante) no chá verde pode aumentar o fluxo sanguíneo para os músculos e melhorar a remoção de oxigênio do sangue, levando a um aumento de desempenho.

Outro estudo publicado na revista Physiology & Behavior sugere que a suplementação com extrato de chá verde pode reduzir os efeitos prejudiciais dos exercícios nos músculos, o que pode facilitar a recuperação pós-treino.

A grande advertência aqui é que quase todos os estudos realizados sobre chá verde e exercícios usaram suplementos concentrados de chá verde. Portanto, não sabemos quanto chá verde preparado você teria que beber para obter o mesmo nível de compostos e asim ter o impacto benéfico captado pelos estudos. Além disso, os níveis de antioxidantes podem variar muito entre as diferentes marcas.

No que diz respeito às medidas de saúde, a ciência sugere que beber mais chá verde pode ajudar a diminuir o risco de tudo, desde diabetes a derrame cerebral, depressão, ossos fracos e doenças cardíacas. Mas precisamos de muito mais dados sobre a quantidade de chá que precisa ser bebido diariamente para ter um impacto perceptível, e se certos tipos de chá verde têm mais efeito do que outros. Na dúvida, vale a regra de ouro dos alimentos saudáveis: inclua com regularidade na sua alimentação, mas sem exageros na dose.


Melhores chás: Matchá

Este pó verdinho tem lugar garantido no ranking de chá mais saudável. O matchá é feito de folhas de chá secas e depois transformadas em pó, o que aumenta ainda mais a concentração dos ativos. Você estará ingerindo quantidades maiores de antioxidantes, incluindo o composto exclusivo do chá verde, galato de epigalocatequina (EGCG). Pesquisas sugerem que o EGCG está associado a um risco reduzido de câncer, hipertensão e acúmulo de placa nos vasos sanguíneos.

Ingerir mais EGCG também pode ajudar a protegê-lo de pegar um resfriado ou gripe, o que é especialmente útil para quem treina pesado e pode ter baixas de imunidade. Foi demonstrado que o chá verde em pó melhora o funcionamento cognitivo em adultos mais velhos, mas essa vantagem cerebral pode ou não ocorrer em pessoas mais jovens.

Semelhante ao chá verde, um estudo no Jornal Internacional de Nutrição Esportiva e Metabolismo do Exercício sugere que beber matchá pode levar a benefícios de resistência, ajudando a poupar seus estoques de carboidratos para quando você mais precisa deles, ou seja, qualquer esforço de carga pesada.

Embora o matchá forneça alguma cafeína, ele também contém um aminoácido chamado L-teanina, que produz um efeito calmante e combate a ansiedade. O matchá de melhor qualidade terá notas de degustação vegetais naturalmente doces e uma tonalidade verde vibrante.


Chá preto

Há muitas variedades de chá preto: Earl Grey, Darjeeling, English Breakfast… elas mudam conforme a fermentação e o processamento das folhas, gerando sabores e aromas que podem ser picantes, frutados, florais, defumados… Embora o chá preto não seja o chá mais saudável por não ser tão rico em antioxidantes quanto seu equivalente verde, ele também pode ajudar no coração. Com base nas descobertas desta revisão sistemática, cada xícara de chá preto sem açúcar consumida por dia reduziu o risco de morte precoce por doenças cardíacas em cerca de 4%, em comparação com os que não bebiam chá. Um dos motivos é o poder da bebida em melhorar os números do colesterol, incluindo a redução do colesterol LDL (mau), ao mesmo tempo que ajuda a aumentar o número do colesterol HDL benéfico. E, um estudo na revista Nutrients descobriu que beber 2 xícaras de chá preto por dia ajudou as pessoas a baixarem seus números de pressão arterial.

O chá preto é mais rico em cafeína do que o chá verde, então consuma com sabedoria. Tomar no fim da tarde ou à noite, por exemplo, pode afetar o seu sono. Logo de manhã, pode ser aquele boost que você precisa para treinar melhor. Uma xícara de café equivale a xícaras de chá preto em termos de cafeína. Então, faça seus ajustes e aproveite os benefícios.


Melhores chás: Oolong

Oolong é feito quando as folhas de chá são semi-oxidadas em vários graus e fica em algum lugar entre o chá verde e o chá preto em termos de cor, sabor e níveis de antioxidantes. O oolong tem uma forte capacidade antioxidante, o que significa que pode ajudar a diminuir os impactos dos radicais livres que danificam as células e, por sua vez, talvez ofereça alguma proteção contra certas doenças, como o câncer de mama. E, pesquisas emergentes descobriram que beber chá – incluindo oolong – pode inclinar nosso microbioma em direção a uma população de bactérias benéficas, o que pode levar a uma melhor saúde digestiva e imunológica.

Não vamos esquecer que beber qualquer chá – incluindo oolong – pode ajudar em seus esforços diários de hidratação. Um artigo publicado no American Journal of Clinical Nutrition observa que os estudos clínicos mostram que o chá é uma fonte de hidratação tão boa quanto a água ou uma bebida esportiva. Um grande benefício de beber chá fresco é que ele pode substituir as bebidas adoçadas com açúcar em nossas dietas.

Siga o PB24horas Instagram

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui