Trump continuará enviando hidroxicloroquina ao Brasil mesmo após EUA vetarem uso
Foto Reprodução: Alan Santos / PR / Revista Forum

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (15) que continuará enviando hidroxicloroquina ao Brasil mesmo após a principal autoridade de vigilância sanitária estadunidense revogar a autorização emergencial para o uso do medicamento no tratamento de coronavírus.

Em coletiva de imprensa, perguntado se EUA continuariam a enviar o remédio ao Brasil e outros países, Trump respondeu que “sim”. “Eu não posso reclamar, eu tomei por duas semanas e ainda estou aqui”, afirmou.

A FDA (Food and Drugs Administration), agência que atua como a Anvisa nos EUA, revogou a permissão de emergência para o uso de hidroxicloroquina no tratamento da covid-19. Em documento divulgado nesta segunda-feira, a FDA diz que “não é mais razoável acreditar que as formulações orais de hidroxicloroquina e de cloroquina podem ser eficazes”.

Na coletiva, o presidente declarou que “não sabia” sobre o relatório da FDA. “Muita gente me diz que isso poderia salvar vidas”, completou Trump.

No fim de maio, os EUA anunciaram o envio de 2 milhões de doses de hidroxicloroquina ao Brasil. Nesta época, pesquisadores e entidades médicas, incluindo a Organização Mundial de Saúde, já alertavam que não há comprovação sobre a eficácia do medicamento contra o coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui