Todo mundo já ouviu alguma vez a expressão “dois pesos e duas medidas”, para classificar decisões diferentes para uma mesma situação. Ao pesquisar seu significado vi que alguns dizem de forma errada, pois se são dois pesados, deveriam ser duas medidas. O certo seria “um peso e duas medidas”. Segundo o jurista Vilela: “trata-se de um idiomatismo, uma construção tão consagrada que dispensaria qualquer tipo de “correção”, mas que, ainda assim, é lógica.

Ela remete à expressão pesos e medidas (que era até nome de instituição moderna, o Instituto Nacional de Pesos e Medidas) e queria dizer que, para avaliar duas coisas diversas (o rico e o pobre, por exemplo), usavam-se não uma só balança, mas duas diferentes (uma mais favorável, a outra mais desfavorável), Então uma só régua, mas duas diferentes (idem).]

Ao que parece, quem cunhou a expressão foi Voltaire: “Il y a toujours deux poids etdeux mesures pour tous des droits des rois et des peuples” (”Há sempre dois pesos e duas medidas para os direitos dos reis e os direitos dos comuns”). Em português, o que está no Aurélio, é “dois pesos e duas medidas” mesmo. Entretanto, muitos dizem que o correto é um peso e duas medidas, pois tem o significado de desigualdade em decisões, tornando uma decisão diferente em um mesmo quesito para duas pessoas.

Por: seganet.com.br e ultrajano.com.br – Imagem: Reprodução o empallador

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui