Dívida por Denilson ainda pode rebaixar o Cruzeiro para a Série C; entenda

Dívida por Denilson ainda pode rebaixar o Cruzeiro para a Série C; entenda
Foto Reprodução: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro/O tempo

O Cruzeiro não pagou a dívida que tem com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, na casa dos R$ 5 milhões. A pendência pelo volante Denilson, que defendeu o clube por cinco jogos em 2016, venceu na última segunda (18) e rendeu a perda de seis pontos na Série B de 2020.

Se essa punição foi severa pelo descumprimento do Cruzeiro, o clube pode ser punido de maneira ainda mais rígida. Em caso do não pagamento, é previsto o rebaixamento, o que no caso da Raposa significaria uma queda para a Série C do Campeonato Brasileiro, como comenta o advogado que acompanha o Cruzeiro em pendências na Fifa, Breno Tannuri.

“Se o Cruzeiro não pagar o Al Wahda, vai ser aberto um novo processo contra o Cruzeiro. Se não for pago em cinco ou seis meses, tem o rebaixamento”, explica Bruno.

O Cruzeiro, por meio de nota nessa terça, chegou a dizer que vem travando tratativas com o clube árabe para chegar a um acordo pela dívida. Para evitar a punição, o clube teria que ter chegado a esse acordo até a última segunda.