Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba avalia a possibilidade de desativar unidades de Patos, Monteiro e Guarabira. Os estudos são realizados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pelo Conselho Superior do MPF.

Em nota, o MPF-PB esclareceu que as unidades em questão não possuem prédios próprios. Além disso, o ministério garantiu que os serviços à população não sofrerão solução de continuidade.

“Caso se confirme a desativação das unidades, os serviços serão prestados a partir das demais unidades do órgão na Paraíba, localizadas em Sousa (Sertão), Campina Grande (Agreste) e João Pessoa (Litoral).

O Colegiado dos Procuradores da República na Paraíba já se manifestou pela desativação das unidades e encaminhou ofício ao sub-procurador-geral da República, Alcides Martins, pedindo a incorporação dos serviços prestados em Patos, Monteiro e Guarabira a outras unidades do estado. O documento é assinado pelo procurador-chefe da Procuradoria da República na Paraíba, Sérgio Rodrigo Pimentel de Castro Pinto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui