Como conseguir uma bolsa integral do Prouni
Imagem: Reprodução E+B Educação

Para grande parte dos brasileiros pensar em cursar uma graduação em uma faculdade privada somente pode ser possível contando com algum auxílio estudantil como bolsa de estudo. O Programa Universidade para Todos (Prouni) deixa esse sonho mais próximo de se tornar realidade ao ofertar descontos de 50% e 100%. Assim como os demais programas do governo federal que viabilizam o acesso ao ensino superior, a seletiva é feita por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Conseguir uma bolsa integral do Prouni ou parcial, que cobre metade do valor das mensalidades do curso, não é uma tarefa tão simples. Além de ter que obter um desempenho satisfatório no Enem há outras regras para poder participar, por isso, é importante conferir para quem as oportunidades são destinadas antes de fazer a inscrição.

Quem pode participar do Prouni?

Candidatos sem diploma de curso superior, que tenham participado da última edição do Enem, e conseguiram uma nota de corte de participação mínima de 450 pontos na média das provas objetivas e nota na redação que não seja zero. Também é preciso ter estudando o ensino médio completo em escola da rede pública, ou escola particular desde que tenha cursado com uma bolsa de estudo integral da instituição.

O benefício também é direcionado para pessoas com deficiência e professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrante de quadro de pessoal permanente de instituição. Nesses casos, não há requisitos de renda e a candidatura deve ser realizada apenas para cursos de licenciatura.

Qual o valor máximo da renda familiar para conseguir uma bolsa integral do Prouni?

Quem tem os critérios citados acima para poder se candidatar a uma vaga pelo Prouni ainda deve ficar atento a mais um detalhe, a renda familiar. Os rendimentos mensais do grupo familiar devem ser prestados durante a inscrição e depois comprovados na instituição de ensino, caso seja selecionado com uma bolsa. Confira abaixo qual o valor máximo para cada uma das modalidades de bolsa:

  • Para as bolsas de estudo parciais o valor máximo da renda familiar bruta é de até três salários mínimos por pessoa;
  • Para as bolsas de estudo integrais o valor máximo da renda familiar bruta é de um salário mínimo e meio por pessoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui