Foto Reprodução: Correio Braziliense

Um juiz paraguaio concedeu prisão domiciliar ao ex-craque Ronaldinho Gaúcho, que deverá continuar a responder o processo por uso de passaporte adulterado no Paraguai. O jogador ficará em um hotel em Assunção, como informaram fontes judiciais nesta terça-feira.

Nessa segunda-feira, Ronaldinho Gaucho completou um mês de prisão na Agrupação Especializada de Assunção. A medida também beneficia o irmão Roberto de Assis Moreira.

Os advogados de defesa pagaram fiança no valor de 1,6 milhão de dólares para os dois brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui